Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 66 kg graças à corrida e à reeducação alimentar. Desde então, o contador vai em 40 provas: 20 x 10 km, 7 trails, 10 meias maratonas e 3 maratonas.

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 66 kg graças à corrida e à reeducação alimentar. Desde então, o contador vai em 40 provas: 20 x 10 km, 7 trails, 10 meias maratonas e 3 maratonas.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

15
Jan20

"Treino duro, combate fácil"


João Silva

Mais um daqueles lemas maravilhosos importados do mestre José Carlos.

Ao que parece, o mote vem dos seus tempos de instrução militar.

Também eu me revejo muito na expressão. É simples de perceber porquê: porque se me preparar com dureza e não fugir, dentro do que é um risco consciente e aceitável, vou conseguir superar todas as dificuldades que vou encontrar.

Reflete também a ideia do: "o que não nos mata torna-nos mais fortes".

Apesar de também haver momentos em que escolho percursos ou treinos mais acessíveis, só como forma de picar o ponto, não me escudo a fazer treinos duros e intensos várias vezes por semana.

É uma forma de saber que estou preparado para o desafio que vou enfrentar. Sou assim em tudo na vida. Tenho uma grande necessidade de antecipar dificuldades, porque não reajo bem aos imprevistos (no caso, falo de não estar preparado ou dotado de ferramentas para lidar com determinadas situações). Também são assim?

P_20190428_082515 (1).jpg

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D