Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub
20
Jun24

O pudim para todos os gostos


João Silva

Procurei na minha "base de dados" preferida, na página A pitada do pai. E encontrei! 

Comecei por fazer para ela, logo, não provei, porque usei açúcar, mas ela disse que tinha gostado.

Daí a uns tempos, decidi refazer o pudim, mas em duplicado, para que pudesse ter um para comer. No meu, juntei sumo de clementina. Bem, que sabor fresquinho maravilhoso!

Na segunda tentativa para mim, subi um degrau e usei uma maçã ralada e canela. Fiz, pois, um pudim mais invernal. 

Para mim, não há sabor que cheire mais a outono ou a inverno do que maçã e canela.

Resultado da experiência: ficou ainda melhor.

Pronto, chega de "suspense". Vou partilhar a minha versão do pudim.

Ingredientes:

300 ml de leite (ou bebida vegetal);

3 colheres de sopa de farinha maizena

1 maçã ralada

1 colher de sopa de canela 

 

Preparação: tudo para o tacho, mexer bem e durante algum tempo. É normal que demore uns minutos (mesmo com fogo alto) e desligar assim que ficar espesso (percebe-se bem a diferença). 

Levar 1 hora ao frigorífico e meter a colher... para comer...

IMG_20211129_141708.jpg

Na imagem podem ver a versao de café do pudim. É maravilhoso. Ah, e o pudim também funciona bem só com duas colheres de farinha maizena.

29
Jan23

Era uma vez um muffin que virou bolo


João Silva

Ser pai/mãe também tem na lista de funções a necessidade de diversificar a cozinha e a comida.

Pois nós não fugimos à regra.

Por influência da Diana, vou recorrendo à página Comida de bebé. É uma enorme ajuda, embora, na verdade, não fuja muito do que já se fazia cá em casa. Mas boas receitas não faltam.

Uma delas foi esta:

https://comidadebebe.pt/receitas/sobremesas/muffins-de-maca-e-aveia/

 

Muffins de maçã, aveia e canela.

Curioso ou não, segui a receita em dose dupla e não funcionou como muffin. Mesmo após uma hora ainda estavam meio "líquidos" no Interior.

No entanto, metemos os neurónios a funcionar e adicionámos três ovos e uma colher de sopa de farinha de trigo com fermento (em vez de usar fapenas fermento em pó) e transformámos vários muffins num bolo delicioso de outono/inverno que pede um belo chá num final de sábado/domingo.

 

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub