Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub
29
Jan23

Era uma vez um muffin que virou bolo


João Silva

Ser pai/mãe também tem na lista de funções a necessidade de diversificar a cozinha e a comida.

Pois nós não fugimos à regra.

Por influência da Diana, vou recorrendo à página Comida de bebé. É uma enorme ajuda, embora, na verdade, não fuja muito do que já se fazia cá em casa. Mas boas receitas não faltam.

Uma delas foi esta:

https://comidadebebe.pt/receitas/sobremesas/muffins-de-maca-e-aveia/

 

Muffins de maçã, aveia e canela.

Curioso ou não, segui a receita em dose dupla e não funcionou como muffin. Mesmo após uma hora ainda estavam meio "líquidos" no Interior.

No entanto, metemos os neurónios a funcionar e adicionámos três ovos e uma colher de sopa de farinha de trigo com fermento (em vez de usar fapenas fermento em pó) e transformámos vários muffins num bolo delicioso de outono/inverno que pede um belo chá num final de sábado/domingo.

 

14
Set22

Parece que (és)pargo!!


João Silva

O trocadilho (com o "parvo") é difícil. A receita não.

received_445669873388532.jpeg

Esta receita é uma adaptação de uma outra que já expus no blogue.

Basicamente, é uma quiche sem natas.

Como não como esse género de produtos (nada contra quem o faz), inspirei-me numa receita que já tinha encontrado e posto em prática (da página laranjalimanutricao) e fiz uma quiche diferente.

É tão simples como: cortar uma batata média (ou grande) às rodelas fininhas (faço com mandolina), forrar a base de uma forma, temperar com sal e pimenta, levar ao forno meia hora a 180 graus (forno pré-aquecido).

Entretanto, bater seis ovos (ou oito para maior consistência) com uma vara de arames, juntar sal e pimenta. Em paralelo, laminar cebola ou cortar às rodelas fininhas (mais uma vez, usei a mandolina) e cozer espargos (também dá com brócolos, corgete, feijão verde ou espinafres) com sal.

Assim que a base estiver sólida, montar uma cama de cebola, sobrepor os espargos e regar com os ovos.

Esperar 30 minutos (em média) a 190 graus e servir.

Adoro, adoro, adoro.

received_503006024048409.jpeg

 

26
Mai22

A bolonhesa que não o é!


João Silva

Asseguro que não se trata da mania das comida fit. Já faço este tipo de coisas há muito tempo e de forma regular.

No caso, esta receita foi criada pela Diana especificamente para mim:

IMG_20210703_203858.jpg

Trata-se uma espécie de bolonhesa, mas um tanto diferente. Tem muitas adaptações.

Começou com o conteúdo de uma lata de atum ao natural escorrido e numa frigideira juntamente com uma cebola picada. Não houve adições de gordura. Como sempre fazemos nos nossos cozinhados, baixámos o volume para cozinhar a cebola.

Assim que a cebola ficou mole, juntámos dois "novelos" de aletria, polpa de tomate e "esparguete de curgete" (feito num acessório espiralizador que a Diana me ofereceu). Sal e pimenta e toca a deixar cozinhar bem, sobretudo, a curgete. Esta parte é importante porque pode ser indegesto se os legumes não forem bem cozinhados.

IMG_20210703_203856.jpg

Ah, falta a bela noz ralada por cima para dar aquele toque de queijo ralado. 

28
Jun21

Uma bucha que não embucha


João Silva

IMG_20201222_100027.jpg

E voltamos a falar de comida. 

De vez em quando, lá calha haver mais para contar da cozinha cá de casa. 

Desta feita, eu e a Diana demos vida a um clássico da nossa estadia prolongada em Aveiro nos idos anos de universidade e trabalho naquela cidade.

Trata-se de buchas de frango.

Já aqui falei na receita que usamos para fazer pão cá em casa (ver receita do pão de azeitonas). É necessário ter a massa pronta. Depois disso, é fazer frango desfiado guisado ao vosso gosto (nós usamos cebola, colorau, folha de louro, sal, pimenta e vinho branco).

De seguida, uma colherada de massa numa folha de papel vegetal, uma colher do preparado de frango e mais uma colherada de massa.

Vai ao forno a 210 graus durante de um tempo médio de 25 minutos (pode variar) e depois é só mnham Mnham Mnham Mnham.

Muito prático agora no verão. 

12
Mai21

Massa com todos


João Silva

Screenshot_20210215_143339_com.android.chrome.jpg

O nome português da receita foi inventado por mim. O nome original é "one pot pasta". Não sei se conhecem, mas a ideia é muito simples.

Cá em casa somos fãs, já fazemos isto há imenso tempo e vamos diversificando os alimentos. 

Basicamente, a receita mais tradicional leva massa esparguete, tomate cherry, brócolos, cebola e cogumelos. 

Resumindo, tudo isto segue cru para um tacho com 100 a 200 ml de água e sal. Caso queiram, podem adicionar várias ervas aromáticas. 

Vai tudo ao lume até estar a gosto (normalmente, quando a massa está al dente e os brócolos estão cozinhados, mas não em excesso, por causa dos nitratos).

Também podem usar legumes congelados. 

Já experimentei com feijão verde, milho, tomate aos cubos, pimento, massa e uns pedacinhos de queijo (para ligar tudo muito bem). Também pode usar ovo, por exemplo. 

É mesmo muito versátil e é muito rápido. Qualquer pessoa pode fazer isso numa altura de muita pressa. 

A receita que serviu de inspiração a todo este rol de comidas veio da página "Na cadeira da papa". Podem visualizá-la aqui:

https://www.nacadeiradapapa.com/2015/06/o-nosso-meatless-dinner-22.html

 

22
Abr21

Uma bolachona potente!


João Silva

Ora bem, ora bem!

O que se pode fazer quando alguém adora aveia, manteiga de amendoim (só com amendoim), chocolate preto com 95% de cacau, bananas e ovos?

Uma mega bolacha. 

Há a versão crocante, que também adoro (a diferença para a mais recente que fiz é que não leva ovo), e depois há a versão "meio bolo, meio meio pudim".

Basicamente, esmaguei 2 bananas, acrescentei e envolvi com 10 colheres de sopa de aveia, adicionei uma colher de manteiga de amendoim, envolvi tudo com dois ovos e depois coloquei uns pedacinhos de chocolate preto por cima. Levei ao forno a 190 graus (forno preaquecido) durante 45 minutos (pode variar) e desenforme.

Ah, fui à lua e voltei e dá muita muita energia. 

IMG_20210211_112744.jpg

IMG_20210211_112738.jpg

 

08
Abr21

Biscoitos de polvilho


João Silva

IMG_20201212_192237.jpg

IMG_20201212_192257.jpg

Pois é, era complicado acertar.

Trata-se de um belo snack à base de polvilho azedo.

Aqui fica a receita:

1 chávena de polvilho azedo

Meia colher de chá de sal

Meia chávena de água 

1 colher de sopa de azeite (ou óleo de coco) 

Preparação: misturar o polvilho e o sal. Ferver o azeite juntamente com a água. Misturar tudo. Quando se conseguir tocar na mistura, moldar os biscoitos. 

Leve ao forno a 200 graus e cerca de 20 minutos. 

Quanto mais fino, mais crocante. 

Aproveito igualmente para dizer que uns pedacinhos de tomilho ou de outras ervas secas na massa fazem milagres. 

Se alguém provar, diga se gosta.

Esta é uma receita da página SOS intolerante (cf. Instagram) . 

19
Fev21

Mas que senhor vício!


João Silva

O que fazer com 4 cenouras descascadas, 1 banana e 100 ml de leite ou água, 3 ovos e 150 g de aveia?

Está-se mesmo a ver... Tudo para a liquidificadora, bem trituradinho e espalhado por forminhas pequenas ou por uma forma grande. 20 minutos a 180 graus num forno pré-aquecido e tcharam...

IMG_20200909_171816.jpg

IMG_20200909_171825.jpg

Se no verão foi uma maravilha, imaginem no quentinho do inverno...

Se quiserem seguir melhor a receita, aqui fica ela... 

https://nit.pt/fit/alimentacao-saudavel/vai-ficar-viciado-nestes-muffins-de-cenoura-que-se-preparam-em-5-minutos

 

17
Out20

A melhor receita nasce da criatividade


João Silva

IMG_20200731_111521.jpg

 

Foi assim que aconteceu (não, não é a série que prometeu muito e que acabou por ser um fiasco na parte final). Foi mesmo assim que aconteceu.
Na altura do meu aniversário, a Diana decidiu fazer-me um miminho e fê-lo da melhor forma possível: pegou em ingredientes que eu adoro e criou uma verdadeira delícia.
Portanto, derreteu chocolate negro em banho-maria, depois meteu amêndoas sem pele dentro de tâmaras descascadas e, por fim, mergulhou-as no chocolate e levou-as 2 horas ao frigorífico.
Ficou absolutamente divinal. O que eu me deliciei!

IMG_20200731_111455.jpg

 

 

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub