Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

02
Mai22

É bom quente, mas...


João Silva

received_466749904518135.jpeg

Não, não estou a querer chamar já o inverno, mas hoje trago-vos uma receita que puxa mais para essa altura do ano, embora, agora que penso bem no assunto, possa ser feita numa noite mais fresca de primavera. Como já experimentei, também aconselho o consumo a frio.

Falo-vos de chocolate quente feito em casa e de forma muito simples.

Basicamente, precisam de cacau em pó (podem usar chocolate em pó se forem mais gulosos), amido de milho (para quem não conhece, é a maïzena) e bebida vegetal (usei leite magro, não fica tão espesso, mas a Diana usou bebida de aveia sem adição de açúcar e fixou muito bom).

Vejam aqui a facilidade com que é feita (e que ingredientes podem acrescentar para a enriquecerem ao vosso gosto): https://madebychoices.pt/chocolate-quente/

A receita veio-me parar às unhas por intermédio de uma das minhas cunhadas e pela Diana.

É bem boa e também cai bem uma hora após a confeção. 

03
Abr21

Um gostinho especial


João Silva

Hoje regressamos a um belo assunto para mim: cozinha e receitas.

Esta é muito simples e já a experimentámos algumas vezes cá em casa.

É fácil de fazer, embora demore um pouco no forno. Se nos distrairmos, come-se tudo num instante.

received_138717014592106.jpeg

Falo-vos de pãozinho caseiro com azeitonas.

Aqui fica a receita:

10 gramas de fermento de padeiro diluídos em 950 ml de água morna (se optarem por farinha integral, devem colocar mais água, talvez a rondar os 300 ml a mais). Juntar-se uma colher de sopa de sal, mexe-se tudo e adiciona-se a 1 kg de farinha.

À parte, tritura-se a quantidade pretendida de azeitonas sem caroço (uso das verdes) e envolve-se bem na massa.

Vai levedar ao frigorífico durante, pelo menos, 5 horas (costumo deixar uma noite ou mais).

Num tabuleiro, colocam-se colheres de servir da massa (pus 1), bem espaçadas.

Leva-se ao forno preaquecido a 220 graus (depende dos fornos e coloco na penúltima prateleira) e, ao fim de 20 minutos (tempo médio), tiram-se os pães. Após um ligeiro repouso, atacamos os pães com muita vontade.

Se experimentarem, avisem. 

Espero que gostem tanto quanto nós cá em casa. 

15
Fev21

Mas que bela madalena!


João Silva

IMG_20200818_115123.jpg

Mais uma vez, a inspiração veio da Pitada do pai.
Daqui, para ser mais preciso:

www.apitadadopai.com/madalenas-de-limao/amp/

E, para não variar, na primeira vez, há mais de um ano, segui tudinho como estava e até coloquei em formas individuais.

Numa atitude mais simplista e com a ajuda da esposa, fizemos algumas mudanças que tornaram as madalenas numa madalena grande  e com o sabor refrescante da lima em vez do do limão.

Além disso, também fizemos outras mudanças: só farinha de trigo em vez de arroz, raspas de lima em vez de limão, nada de sal nem de fermento (só o que a farinha já tinha), de três colheres de sopa de azeite passámos para uma (ele fica fofo na mesma, não precisa de gordura extra, mesmo sendo da saudável), usámos leite magro de vaca.

Pronto, fica o repto: vão lá experimentar e venham cá contar como ficou.

IMG_20200818_115119.jpg

 

19
Out20

Uma entrada de sonho


João Silva

Sim, falo de comida.
De uma entradinha bem quentinha para aquecer o coração e muito ligeira para não sobrecarregar na dose do prato principal.
É mesmo muito simples e penso que a inspiração veio de uma receita da Filipa Gomes.
Basicamente, compram uma beringela, cortam-na previamente em rodelas grossas, colocam sal num dos lados de cada rodela, tudo isto, sobre papel de cozinha. Daí a um bom bocado, viram as rodelas e fazem o mesmo do outro lado.
Mais uns minutos (mais de 10) volvidos e toca a cortar rodelas de tomate e de queijo de cabra em rolo na mesma quantidade da beringela.
Começam a empilhar da seguinte forma: rodela de beringela, rodela de tomate e depois de queijo. Retomam uma rodela de beringela por cima, repetem o tomate e o queijo. Usa-se um ramo de alecrim para atravessar a pilha até à extremidade, leva-se ao forno durante 30 minutos a 18 graus e voilà, uma entrada de fazer crescer água na boca.

IMG_20200801_125712.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub