Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 66 kg graças à corrida e à reeducação alimentar. Desde então, o contador vai em 40 provas: 20 x 10 km, 7 trails, 10 meias maratonas e 3 maratonas.

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 66 kg graças à corrida e à reeducação alimentar. Desde então, o contador vai em 40 provas: 20 x 10 km, 7 trails, 10 meias maratonas e 3 maratonas.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

12
Dez19

Um carro no meio do milho


João Silva

Em mais uma peripécia ocorrida em provas, venho contar uma história insólita e à qual não achei muita piada no momento.

Já no regresso à linha da meta pelos milheirais que envolvem o Choupal em Coimbra, começo a ouvir um carro a aproximar-se.

classificação prova (83).jpg

Nem queria acreditar. Com tanta gente naquela zona, fossem atletas ou caminheiros, como foi possível deixar um carro atravessar aquela via, levantando tanto pó que mal conseguíamos respirar em condições.

É tão insólito que custa a acreditar que tenha acontecido.

Quando o dito passou por mim, vi algumas pessoas dentro dele com camisola de prova. Não sei se se sentiram mal e estavam a ser "rebocados". Sei, por outro lado, que aquela poeira em simbiose com o muito calor que se fez sentir foram muito prejudiciais.

E convosco também já aconteceu algo assim tão caricato?

30
Set19

Toda uma nova forma de passear cães


João Silva

received_450408615366669.jpeg

Por agora, esta história marca o fim desta trilogia referente insólitos nas corridas.

O episódio já aconteceu há imenso tempo, talvez perto de um ano, mas só me voltei a lembrar do mesmo há umas semanas, em conversa com a esposa.

Ora bem, isto aconteceu na terra dela, Bajouca.

Certa manhã após a passagem de ano, fui treinar. A dada altura, perto de Carnide, vejo um cão a caminhar...ao lado de um carro, cujo condutor fazia andar o veículo a par e passo com o cão.

Olhou para mim (o senhor), disse-me que estava a passear o cão e lá seguiu...sempre num ritmo lento, qual acompanhante do animal. Já tinha visto muitas coisas, mão não um cão a ser passeado com o dono dentro de um carro em andamento.

E desse lado, há histórias recambolescas?

28
Set19

Gabarolice exibicionista


João Silva

Screenshot_20190803_110959_com.runtastic.android.j

Como já disse no passado, também faço tenções de aproveitar este espaço para vos dar a conhecer algumas histórias insólitas com que me vou deparando nesta "cruzada" pelas estradas do meu concelho.

No passado dia 03 de agosto, estava estouradinho a terminar o meu treino de 38 km quando, já em Condeixa, avisto um senhor, aparentemente, meu vizinho, na palheta com outra pessoa. 

Eu não estava para conversas, a energia já era tão escassa que precisava de a guardar para terminar as 03h30 de treino. Assim que passei pelo senhor, acenei e este, talvez tocado por também ser corredor amador e por querer mostrar serviço, começou a correr. Precisamente naquele momento. Como quem diz, também corro, sou igual.

Achei curiosa e simultaneamente estranha aquela atitude. Precisamente por estar a cheirar a "gabarolice", quando virei à direita, não resisti a olhar para o local onde ele estava. E lá ia ele...a caminhar. 

Resumindo: no fundo, quis foi mostrar serviço. Mal passei, retomou o que estava a fazer.

Termino da seguinte forma: à mulher de César não basta parecer, tem de ser.

IMG_20190806_094136.jpg

 

 

03
Ago19

E as ovelhas lá seguiram como se nada fosse


João Silva

A partir de agora, tentarei partilhar convosco algumas histórias insólitas com que me tenho cruzado ao longo dos últimos quase três anos de corrida.

A minha ideia é que essas narrativas surjam neste espaço com franca regularidade. Claro que o material também depende sempre do que encontrar por aí. A parte boa é que costumo palmilhar muitas estradas e estradões, pelo que, espero eu, a fonte de matérias-primas não se esgota.

Tenho muita dificuldade em contextualizar temporalmente a primeira história que aqui vos trago. Tenho a vaga ideia de que foi entre 2017 e 2018, mas não consigo ser mais preciso.

Num dos treinos efetuados a meio da tarde, fui em direção à zona da pousada em Condeixa. Trata-se de um local rodeado por uma escola, pela biblioteca, por uma creche, mas também por uma zona verde. 

Precisamente nesta zona, apercebo-me de um grande rebanho de ovelhas a pastar. Ainda estava longe. Qual não foi a minha admiração quando, ainda distante, vejo as ovelhas a atravessarem a estrada com mais respeito pelas regras do que muitos adultos. 

Perante a presença de carros, juntaram-se na berma da estrada e só depois de os veículos passarem é que se aventuraram a atravessar.

Mais tarde nesse dia, numa zona próxima, vejo-as todas bem comportadas a "limpar" uma zona adjacente ao antigo campo do Clube Condeixa.

Um excelente exemplo de civismo. Fiquei maravilhado e, confesso, tive mesmo de soltar uma gargalhada. Nunca tinha visto nada assim.

IMG_20170225_164402.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D