Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

27
Jun22

Vai apressado


João Silva

Hoje trago algo diferente. 

Uma recomendação a quem gosta de desporto e a quem gosta de conhecer atletas amadores que são verdadeiros campeões.

 

A página em causa tem um nome que adorei assim que a encontrei: Caracol apressado.

Podem encontrar o blogue aqui:

http://caracolapressado.blogspot.com/2021/07/2020-2021-epoca-covid-n-2.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+CaracolApressado+(Caracol+Apressado)&m=1

Fiz questão de partilhar com a ligação de um dos textos que mais adorei do jovem atleta.

O rapaz é um vencedor. Trabalha no duro para isso, mas tem a humildade necessária para perceber que não é o senhor do mundo e que tem muito a aprender. A forma como analisa as suas prestações é muito sintética mas reveladora.

Aconselho vivamente que passem pela página dele.

Screenshot_2021-07-18-17-14-51-182_com.android.chr

 

09
Nov21

Uma corrida em Barbalimpa


João Silva

Como é sabido, até porque fiz questão de andar a pregar isso aos sete ventos (porquê sete?!), estou coxo. Ou melhor, lesionado. Melhor ainda, em fase de retoma. Já corri seis vezes (e ia morrendo de cansaço com corridas de 25 minutos, como as coisas mudaram um pouco. Mas a tendência é para melhorar.).

Hoje é dia de fazer a sétima corrida. Mas esta é especial. É nobre. Então não é que o Milorde achou que eu devia ir correr (virtualmente) para Barbalimpa. Não me nego a um bom desafio. 

E lá fui. Correr (virtualmente) com uma caneta (metafórica) nos dedos para lhe contar o meu dia mais feliz. Fui a Barbalimpa com a barba por fazer. Que adequado!!

Spoiler Alert: mete chuva e referências a sanitas. 

Acho que vale a pena passarem lá...sobretudo, pelo Milorde.

Obrigado, sua Alteza, pelo convite...

 

https://milorde.blogs.sapo.pt/o-dia-mais-feliz-com-o-joao-29352

 

 

 

05
Out20

O Último desafiou e eu nem hesitei


João Silva

Ora bem, o muito estimado Último comentou um dos meus textos e deixou lá uma "encomenda" para mim há muito tempo: explicar em que medida a impossibilidade de participar em provas como meias maratonas mudou a minha forma de treinar. Perguntar a um cego se ele quer ver, portanto.

Muito tempo depois, porque  a paternidade não deixou antes. 


Podia dizer que não tinha afetado e que tina continuado tudo na mesma.
Na verdade, afetou, porque deixou de haver uma preparação específica.


O caso do adiamento da maratona do Porto ajudou a retirar importância à ausência das outras provas.
No entanto, sendo honesto, este meu 2020 já era visto como um ano de transição.


Com o Mateus a caminho, já sabia que não ia poder competir muito, logo, não ia ser muito afetado!


E como comigo as coisas dão a volta, acabei por treinar o dobro, sem grandes restrições e por usufruir de momentos maravilhosos na natureza. Felizmente, não rejo os meus planos pelas provas, ou seja, não fiquei limitado, "a pé", portanto.


Na eventualidade de fazer a maratona do Porto, caso não tivesse sido anulada, estava a pensar fazer umas duas ou três meias maratonas de preparação. Todavia, depois da disseminação da pandemia, já sentia que não seria assim.


Resumindo a ideia base: deixa-me entristecido não poder fazer meias maratonas nos próximos meses porque são sempre provas muito agradáveis. No entanto, desde janeiro deste ano que já estava a treinar sem contar com isso, pelo que a pandemia nada alterou a esse nível.
Sabendo que não iria competir, o meu objetivo passava por acumular o maior número de km possível. Queria passar os mais de 4000 km que corri em 2019.
Tanto assim é que acabei por não treinar tanto a técnica e por apostar mais na resistência e nos treinos longos.
Estava tudo bem encarreirado, mas depois foi obrigatório recolher e aí afetou mais.
Continuei a treinar, mas em casa. Só voltei a correr a sério no finalzinho de maio.

Ainda assim, como se pode ver na imagem (só tem os dados até agosto), não corri tão pouco como isso.

Screenshot_20200831_080910_com.runtastic.android.j

 

02
Fev20

De um ex-sedentário para outro


João Silva

Hoje falo-vos de uma pessoa que não precisa minimamente do meu reconhecimento para ser grande.

Com uma história de vida diferente, tem um ponto muito importante em comum comigo: ambos fomos sedentários. E ambos nos agarramos à corrida como tábua de salvação.

Logo nos inícios, quando me apercebi que a corrida ia mesmo virar paixão, decidi procurar mais sobre quem já andava nestas vidas.

Fruto do acaso, tropecei no blogue do José Guimarães, o De sedentário a maratonista.

Gostei tanto e revi-me de tal forma que acabei por ficar aficionado do seu blogue.

Aprendi imenso e fiquei-lhe tão grato que fiz questão de lhe dizer por e-mail o quão importante era "conhecer" alguém com uma história tão próxima da minha.

Seguramente, não precisa de qualquer tipo de endosso da minha parte. Na verdade, o José já é um grande exemplo para os amantes da modalidade. É muito prestável e suficientemente "terra a terra" para dar bons conselhos a quem está a começar.

A sua carreira de atleta fala por si. O bicho ficou-lhe de tal forma que andou a correr o Mont Blanc. Como se não bastasse, este homem transformou-se num autêntico homem de ferro (Ironman). Como tudo isto ainda era pouquinho, passou a triatleta.
Cansa só de pensar nesta roda vida.

No fundo, o que escrevo aqui hoje é apenas um tributo ao seu discurso despretensioso ligado à corrida, à nutrição, aos equipamentos de corrida, bem como às dicas e técnicas a quem se presta a evoluir gradualmente.


Defende que pretende ser para os outros aquilo que diz que lhe fez falta: uma base de conhecimento, uma plataforma de orientação para quem quer e precisa de dar o primeiro passo. Revejo-me inteiramente nesse papel.


Talvez por isso, no início, parecia uma criança à espera de um presente. Isto é: não largava o blogue à procura de novas informações do Zé.

Vale bem uma visita.

Opera Instantâneo_2019-12-11_212041_www.desedenta

02
Nov19

Nomeação para blogue desporto do Sapo em 2019


João Silva

Screenshot_20191102_154923_com.android.chrome.jpg

 

Boa tarde a todos,

Há momentos que justificam a nossa "intervenção". Este é um deles.

Este blogue está nomeado como um dos cinco finalistas na categoria de desporto. Trata-se da distinção Blog Sapo do Ano.

Portanto, em primeiro lugar, gostava de contar com o vosso voto, pelo que vos convido a passar em 

https://saposdoano.blogs.sapo.pt/vamos-a-votacao-final-34370

 

De seguida, não menos importante, muito obrigado a todos os que tornaram isto possível, porque, valha a verdade, foi graças à vossa aceitação que o destaque pôde ser feito. 

Obrigado por, de alguma forma, se reverem no que aqui vos trago.

Obrigado também aos bloggers desta "casa", uma das razões (talvez, a mais forte) para ter sido nomeado.

As votações estão abertas até 28 de novembro.

Muito obrigado a todos pela simpatia e carinho. 

Um bem haja! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub