Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 72 kg graças à corrida e a mudanças na alimentação. Desde então, o contador vai em 35 provas: 19x10 km, 7 trails, 7 meias maratonas e 2 maratonas.

De novembro de 2016 até agora, passei de 118 kg a 72 kg graças à corrida e a mudanças na alimentação. Desde então, o contador vai em 35 provas: 19x10 km, 7 trails, 7 meias maratonas e 2 maratonas.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

16
Jul19

Se o tens, usa-o


João Silva

IMG_20190616_100036.jpg

Ao fim deste tempo todo e por ser um "brinquedo" que tanto quis para tornar a minha prática desportiva "mais séria", já devia utilizar o relógio GPS sem qualquer problema.

Na verdade, não estou a falar de problemas técnicos no manuseamento, refiro-me ao que (não) faço com o relógio em treinos técnicos ou em provas: consultá-lo durante e usá-lo como uma estratégia.

Infelizmente, consulto-o sobretudo para ver a distância percorrida, para os timmings de abastecimento ou para cronometrar as séries.

Contudo, fica a faltar uma parte importante: olhar para ele como ferramenta de análise da percorrida distância e do tempo decorrido e, com base nisso, "atacar", que é como quem diz: para aumentar o ritmo.

Já sabia que olhava pouco para o relógio. Tal aspeto tinha e tem uma razão: ao ver que estou abaixo do que pretendo e consigo, posso desanimar e criar pressão desnecessária.
No entanto, é necessário saber lidar com isso. Apercebi-me da falta que me faz essa gestão durante a última meia maratona da Figueira da Foz.

Se me tivesse dado conta do quão já tinha avançado, poderia ter aumentado o ritmo mais cedo, mas optei por não o fazer.

É um erro. Não se trata de mais do que um mero objeto, não é possível que nos domine. Portanto, um dos propósitos para os próximos meses é lidar com isso, não ter medo dessa "pressão extra", porque é precisamente esse peso que vai gerar uma evolução positiva, que vai servir para dar aquele "bocadinho" a mais para chegar a um melhor tempo.

Acredito que as linhas anteriores possam gerar alguma estupefação, todavia, não me causa transtorno reconhecer que existem "bloqueios" que me impedem de chegar um pouco mais longe.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Alimentação

Separador destinado aos posts de alimentação e a todo o processo de emagrecimento e de reeducação alimentar que me fez baixar de 118 kg par 74 kg desde novembro de 2016.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D