Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

03
Fev21

O volume importa mesmo?


João Silva

A partir de quantos quilómetros deixa de ser seguro usar as sapatilhas de corrida?

É uma questão controversa, de certo modo. 

IMG_20200907_194036.jpg

 

Ao longo dos últimos anos, as marcas desta indústria têm vindo a falar nos 500 km como limite máximo de desgaste. No entanto, não há um fundamento técnico real para isso. Na verdade, o argumento da perda gradual de amortecimento a partir desse limite não é bem assim. 

Naturalmente, o desgaste torna-se evidente e a sapatilha vai perdendo alguma qualidade, mas, por experiência própria, sei que pode aguentar mais de 500 km. Sendo honesto, diria que, à exceção de um modelo demasiado pequeno, todas as minhas sapatilhas de corrida compradas no último ano fizeram mais de 1000 km e nem estou a falar de sapatilhas de marca consagrada, já que uso sobretudo Kalenji. 

A título de exemplo, tive umas Kalenji breath que suportaram aprox. 1700 km antes da reforma. 

Com efeito, só na última fase é que senti desconforto e dor nas articulações, dois sinais reais e efetivos de que está na hora de mudar de calçado. 

Outro fator que podem ter em conta na hora de saber se já têm de mudar de calçado é a composição do material. Se o tecido já estiver a rasgar nas laterais, então já nao é seguro usá-lo para treinar. 

IMG_20200827_053726.jpg

Por último, a palmilha também é um bom indicador da (ainda existente ou não) qualidade do calçado. Se estiver muito mole, se desfizer ao toque do dedo e se "deixar" sentir as pedras, está na hora.

Portanto, o volume importa até certo ponto, mas não é o único fator, até porque, como acontece com a tecnologia, o material não é feito para durar sempre. 

Desde lado, quanto tempo aguentam até trocar as vossas sapatilhas? 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub