Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

17
Nov22

A cafeína não faz mal nem o desporto: palavra d'A Cafeína


João Silva

Há pouco tempo decidi interpelar A Cafeína. Não sei bem porquê, mas encontro em alguns desabafos dela pontos em comum comigo. 

Ora, a corrida é uma parte da minha terapia. Muitas vezes é o meu tudo. Ganhei balanço e perguntei À Cafeína qual era a relação dela com o desporto e de que forma isso a ajudava a levar a vida. 

Ela não se fez rogada e respondeu com a concisão e clareza do costume.

Ora vejam lá:

Foi com muita alegria que recebi o convite do João para responder às suas questões sobre desporto. É com muito gosto que aqui estou a falar um bocadinho.

Confesso que estou mais paradita a nível desportivo mas que tenho investido imenso em caminhadas. Caminho muito sozinha porque os meus pirralhos não gostam de andar tanto e têm um passo mais lento que o meu ( preguiçosos 😝 ). Ah e tenho o futsal! O futsal faz-me tanta falta, no momento em que estou a correr não penso em mais nada e sinto que o tempo passa tão rápido... 

Mas a nível mental, as caminhadas servem de terapia, ajudam-me muito porque me permitem dialogar comigo mesma e achar sentido para certas coisas com as quais tenho que me deparar. Dão-me força para encarar de frente os meus gigantes e acabo por ficar mais forte. Já troquei grandes conversas com os meus passos.

Fiz muitos anos de ginásio e acabei por deixar por questões horárias a nível profissional. Ainda me lembro o quanto me custava "fazer" pernas e glúteos 😆

Neste sentido, acredito francamente que o desporto, seja ele qual for, serve de viagem espiritual pois tem o dom de nos limpar a mente e o coração. Exige que o nosso foco seja no momento. Já encontrei várias respostas enquanto caminhava.

Por isso sim, sem dúvida que o desporto ajuda e equilibrar a nossa parte mental e espiritual.

16 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub