Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

Em 2016 era obeso, hoje sou maratonista (6 oficiais e quase 20 meias-maratonas). A viagem segue agora com muita dedicação, meditação, foco e crença na partilha das histórias e do conhecimeto na corrida.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub
10
Jul23

Sabiam ou não sabiam?


João Silva

Uma pergunta direta: sabem por que motivo o nosso coração dispara quando começamos a correr?

received_2363474493921258.jpeg

Nos dois primeiros minutos de uma corrida, o corpo entra em modo de sobrevivência e liberta adrenalina. Isso acontece porque o corpo envia a mensagem ao cérebro de que estamos a fugir de algo. Depois desse primeiro impacto, os batimentos baixam um pouco e o corpo percebe que não está a fugir.

O treino continuado de corrida tem a vantagem de ensinar ao corpo que é um hábito e não uma ação de fuga.

Isso é crucial para lidarmos com aqueles dois primeiros minutos de aceleração cardíaca. Para muitos, este fenómeno acaba por ser decisivo para deixarem de correr. 

Redes sociais

Palmarés da minha vida

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Baú de corridas no blogue

Em destaque no SAPO Blogs
pub