Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

Em novembro de 2016 era obeso. Depois comecei a correr, eduquei a minha alimentação e tornei-me maratonista. Mais tarde, tornei-me pai. Correr é uma das minhas paixões. Ser pai é outra. Corro todos os dias.

O que não mata, engorda e transforma-te num maratonista

22
Jul21

1, 2, 3, uma entrevista de cada vez


João Silva

Finalmente tenho a possibilidade de dar a conhecer este atleta já bem experimentado no atletismo.

Falo-vos de uma pessoa que não pára quieta, que tem mil e uma funções e que procura garantir o bem-estar de todos no seio da equipa. 

Sim, é da minha equipa e todos os elementos lhe farão uma vénia por tudo o que nos tira do caminho.

Como se não bastassem os afazeres administrativos, ainda corre por diversão, como o próprio defende, e acumula grandes distâncias como quem acorda, tal é o gosto que tem pela corrida em serra/montanha.

Deixo-vos com as respostas do Carlos Canais. Já lhe tinha pedido esta entrevista há imenso tempo. Demorou, mas aconteceu agora finalmente. Mais vale tarde do que nunca. E valeu bem a pena.

25-07-2011 - Dia em que comecei a correr com 95Kg.

Foto: 25-07-2011 - Dia em que começou a correr com 95 Kg

Nome

 Carlos Canais

Idade

 51 anos

Equipa

ARCD Venda da Luísa

Praticante de atletismo desde

2012

Modalidade de atletismo preferida

 Trail

Prefere curtas ou longas distâncias

Longas

Na atual equipa desde

2012, ou seja, desde a sua fundação.

Campeonato Distrital Pista Veteranos 2019 - 100m.J

Foto: Campeonato Distrital Pista Veteranos 2019 - 100 m

Volume de treinos por semana

Conforme disponibilidade e objetivos (às vezes temos de arranjar disponibilidade mesmo que a horas pouco convencionais), mas normalmente 2 treinos durante a semana e um mais longo ao fim de semana.

IMG_20210715_163521.jpg

Foto: Poiares Trail 2019

Importância dos treinos

Grande. Para promover a atividade física em primeiro lugar e para se atingir alguns objetivos, o que no meu caso passa por conseguir terminar as provas, usufruindo das mesmas, sem qualquer sofrimento. E também para promover a união dos atletas da nossa equipa. É algo que muito me agrada: estar numa equipa que treina junta sem grandes compromissos, apesar dos objetivos desportivos distintos de cada elemento. Isso não impede que treinemos juntos, apesar de cada um ao seu ritmo.

received_774143286605340.jpeg

Foto: Campeonato Distrital Pista Veteranos 2021 - 110 m barreiras

Se tem ou não treinador

Não

Diferenças existentes entre o atletismo passado e atual

Pratiquei atletismo entre os 17 e 18 anos de idade (1986 e 1987) e depois deixei de o fazer. Veio o ensino superior, o início da vida profissional e, depois quando comecei a ter disponibilidade, o futebol até aos trinta anos. As diferenças que noto passam essencialmente pelo número de praticantes (que agora são muito mais do que naquela altura), pelo grande número de mulheres, pelo número de pessoas mais maduras com quarenta, cinquenta e sessenta anos, pela informação e preparação que os atletas têm, pelo maior apoio que existe das entidades públicas e, principalmente, pela forma como é vista pela sociedade a prática do atletismo. Hoje é tudo normal. Naquele tempo se te viam a treinar perguntavam se não tinhas trabalho para fazer. O que também mudou foi o surgimento da vertente do Trail e da corrida em natureza, grande responsável pelo aumento de praticantes da modalidade.

Campeonato Distrital Pista Veteranos 2019 - salto

Foto: Campeonato Distrital Pista Veteranos 2019 - salto em altura

Histórias insólitas, curiosas ou inéditas

Curiosamente, quando pratiquei atletismo na minha juventude eu gostava principalmente de provas de pista. As minhas preferidas eram as de velocidade como os 200 e 400 metros, as de barreiras, tanto de 110 como de 400 metros e o salto em altura. Na altura, o INATEL era o grande promotor do atletismo e cheguei a ser vice-campeão nacional de 110 e 400 metros barreiras. O que detestava mesmo eram as provas longas, quer fossem de estrada ou de corta mato. Mal sabia que anos mais tarde seriam as provas longas que me dariam maior gozo. Outra história que posso contar, esta mais recente, surgiu no início da pandemia e no primeiro confinamento. Para não parar totalmente, e com a ajuda do meu pai, abrimos trilhos com uma roçadeira e fizemos um circuito de corrida no pinhal atrás da minha casa com mais de 500 metros. Na altura fiz questão de não andar a correr na rua (mesmo que não implicasse cruzar-me com quem quer que fosse), até para dar o exemplo, e foi uma ótima forma de poder continuar a praticar. Finalmente, sempre que vou para uma prova (normalmente longa), lembro-me sempre de algo que aprendi com o Zé Carlos Fernandes, um dos portugueses com mais maratonas e ultramaratonas no currículo pessoal, e que nos dá a honra de ser nosso colega de equipa: "antes mal preparado que cansado". Apesar de saber que o preferível é estar preparado, a verdade é que se chegarmos a uma prova com treinos a mais e cansados não a conseguimos acabar. Pelo contrário, mesmo que a preparação não seja a ideal, nem que seja devagar e parando de vez em quando, conseguimos acabar a prova.

II Trilhos dos Abutres - Janeiro 2012.jpg

Foto: II Trilhos dos Abutres - Janeiro 2012

Aventura marcante

 A aventura da minha vida aconteceu no Trail do Piódão de 2019 disputado sob condições meteorológicas adversas. Foi chuva, granizo e neve, muita neve, ao longo dos cerca de 50 km de prova, o que a tornou inesquecível. Nos últimos 10 km a neve era tanta que não conseguia ver as pegadas da pessoa que ia cerca de 50 metros à minha frente. Foi uma aventura e tanto, passada na maioria dos Km com duas colegas de equipa, a Carla e a Elza que, com toda a certeza, também terão tido a aventura das suas vidas. Outra aventura que não esquecerei foi a primeira vez que terminei os 111 km do Sicó. Foi uma prova que fiz juntamente com 4 colegas de equipa (o Zé Carlos, o Marco, a Célia e o Rui) do início ao fim, sempre todos juntos. 

IMG_20210715_163450.jpg

Foto: 111 km no Trail de Sicó 2019

Participação em prova mais longa

 111 km do Sicó.

Objetivos pessoais futuros

 Continuar a ter força e vontade de correr pela diversão e partilha de momentos. Não tenho objetivos competitivos…até porque, recomecei a correr para perder peso (já me pareço com alguém que conheço [risos]) – em julho de 2011 pesava 95kg e em setembro, menos de dois meses depois estava com 84kg e fiz a Meia Maratona do Porto!

Fim de treino às 4 da madrugada a preparar os pri

Foto: Fim de treino às 4 da madrugada a preparar os primeiros 111 km de Sicó - Outubro de 2016

Como vê o atletismo daqui a 5 anos

Com mais praticantes e com melhores condições. Penso que haverá uma seleção natural do exagerado número de provas que existem atualmente e que visam principalmente o lucro sem se preocuparem com as condições que oferecem aos atletas. A seleção será feita pelos percursos e sua qualidade, inovação, condições de segurança, conforto e boa organização. Pelo menos é o que espero!

Fim de treino em Sicó - Fevereiro 2020.jpg

Foto: Fim de treino em Sicó - Fevereiro 2020

Como se vê no atletismo daqui a 5 anos Como disse antes, apenas quero continuar a divertir-me e a poder usufruir da companhia dos meus colegas de equipa e dos restantes atletas.

Meia Maratona do Porto, setembro 2011 - 1ª prova

Foto: Meia Maratona do Porto, setembro 2011 - 1.ª prova após décadas sem correr, já tinha baixado para 84 Kg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub